GRUPO CASTEL APOIA O ENSINO SUPERIOR

A EKA – Empresa Angolana de Cervejas, S.A. e a Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte (Universidade Kimpa Vita) celebram acordo de cooperação para contribuir com a qualificação de futuros profissionais na área técnica na província do Cuanza Norte.

A Cooperação Francesa e o Governo de Angola visam desenvolver parcerias que promovam a educação e o intercâmbio cultural entre os dois países. Como parte deste programa, foram escolhidas cinco universidades no país para implementarem novos cursos que correspondam melhor às necessidades de desenvolvimento da região e estimulem a empregabilidade dos jovens da comunidade em parcerias públicas ou privadas. A partir desta iniciativa, o Grupo Castel, através das suas empresas: SOBA – Sociedade de Bebidas de Angola, S.A. e EKA – Empresa Angolana de Cervejas, S.A., assinou acordos de cooperação com duas universidades nas províncias de Benguela e Cuanza Norte.

O primeiro acordo foi assinado em cerimónia pública realizada em Abril nas instalações do instituto em Benguela entre a SOBA – Sociedade de Bebidas de Angola, S.A. e o Instituto Superior Politécnico da Universidade Katyavala Bwíla. Neste dia, foi inaugurado oficialmente o curso de Engenharia de Gestão Logística e dos Transportes, que conta com ajuda financeira por parte da empresa.

Por outro lado, em Setembro, A EKA – Empresa Angolana de Cervejas, S.A. e a Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte (Universidade Kimpa Vita) assinaram um acordo de cooperação para contribuir com a qualificação de futuros profissionais na área de Engenharia Eletrotécnica na província do Cuanza Norte. Inicialmente  36 estudantes do curso serão beneficiários do programa, o qual inclui auxílio nas despesas pedagógicas e material de laboratório, actividades educativas e oportunidades de estágio nas instalações da fábrica.

O Grupo Castel sabe que o Governo de Angola está investindo cada vez mais no seu desenvolvimento industrial e económico, por isso, apoia iniciativas que promovam a qualificação profissional dos jovens e, deste modo, atender às necessidades de mão de obra especializada de que tanto precisa nas suas instalações fabris, mas que muitas das vezes, deve procurar no exterior.

Temos a certeza de que este tipo de iniciativas contribuirão não só para o contínuo crescimento e desenvolvimento do país, mas também para o fortalecimento das nossas marcas e a nossa visibilidade como empresa socialmente responsável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *